Mudas da Mata Atlântica

A Mata Atlântica é uma das regiões mais ricas do mundo em biodiversidade e hoje é considerada um dos biomas mais ameaçados do planeta, contando com apenas 8,5% de suas florestas originais.

Este bioma ocupa uma área de 86.289 Km², corresponde 53% do território nacional e que é constituída principalmente por mata ao longo da costa litorânea que vai do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. A Mata Atlântica passa pelos territórios dos estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro e Santa Catarina, e parte do território do estado de Alagoas, Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe.

Apresenta uma variedade de formações, engloba um diversificado conjunto de ecossistemas florestais com estrutura e composições florísticas bastante diferenciadas, acompanhando as características climáticas da região onde ocorre.

A Mata Atlântica significa também abrigo para várias populações tradicionais e garantia de abastecimento de água para mais de 100 milhões de pessoas. Parte significativa de seus remanescentes está hoje localizada em encostas de grande declividade. Sua proteção é a maior garantia para a estabilidade geológica dessas áreas, evitando assim as grandes catástrofes que já ocorreram onde a floresta foi suprimida, com consequências econômicas e sociais extremamente graves.

Esta região abriga ainda belíssimas paisagens, cuja proteção é essencial ao desenvolvimento do ecoturismo, uma das atividades econômicas que mais crescem no mundo.

Qualquer dúvida, entre em contato pelo telefone (43) 3324-7551 Ou nos mande um e-mail: contato@ibflorestas.org.br

Segue abaixo uma lista com as mudas nativas da Mata Atlântica:

Mudas Nativas da Mata Atlântica
Nome Popular Nome Científico
Açoita Cavalo Miúdo Luehea divaricata
Araça Amarelo Psidium cattleianum
Babosa Branca Cordia superba
Café de Bugre Cordia ecalyculata
Canafistula Peltophorum dubium
Canela Amarela Ocotea corymbosa
Canela Guaica Ocotea puberula
Capixingui Croton floribundus
Carne de Vaca Cletlra scabra
Carobão Jacaranda micrantha
Casca D’Anta Rauvolfia sellowii
Castanha do Maranhão Bombacopsis glabra
Cedro Rosa Cedrela fissilis
Cereja do Mato Eugenia involucrata
Chuva de Ouro Lophantera lactescens
Embira de Sapo Lonchocarpus cultratus
Fedegoso Senna occidentalis
Fruta da Condessa Rollinia mucosa
Goiaba Psidium guajava
Grumixama Eugenia brasiliensis
Guaçatunga Casearia sylvestris
Guajuvira Cordia americana
Guaramirim Plinia rivularis
Guarita Astronium graveolens
Ingá de Metro Inga edulis
Ingá Feijão Inga marginata
Jaboticaba sabará Plinia trunciflora
Jerivá Syagrus romanzoffiana
Juquiri Mimosa regnellii
Laranja de Macaco Posoqueira acutifolia
Mamica de Porca Zanthoxylum rhoifolium
Maricá Mimosa bimucronata
Monjoleiro Senegalia polyphylla
Morototo Schefflera morototoni
Palmito Jussara Euterpe edulis
Pata de Vaca Bauhinia forficata
Pau Brasil Ornamental Caesalpinia tinctoria
Pau Cigarra Senna multijuga
Pau d’alho Gallesia integrifolia
Pau Ferro Caesalpinia ferrea
Pau Jacaré Piptadenia gonoacantha
Pessegueiro Bravo Prunus sellowii
Saboeiro Sapindus saponaria
Saguaragi Colubrina glandulosa
Tamanqueiro Aegiphila sellowina
Tucaneiro Citharexylum myrianthum
Urucum Bixa orellana
Iniciar o WhatsApp